Monday, September 10, 2007

Obaluayê – 1949


Obaluayê - Orquestra afro-brasileira – 45 RPM – Todamérica – 1949

01.Apresentação de Paulo Roberto; 2.Chegou o Rei Congo; 3.Calunga; 4.Amor de escravo; 5.Saudação ao Rei Nagô; 6.Festa de Congo; 7.Babalaô; 8.Liberdade; 9.Obaluayê;

Regência: Maestro Abigail Moura;
Solista: Yolanda Borges;
Músicas e letras: Maestro Abigail Moura;
Apresentação: Paulo Roberto;

A Orquestra Afro-Brasileira foi fundada em 10 de abril de 1942, com o propósito de estudar e divulgar a música folclórica e os costumes brasileiros, valendo-se para isso da sociologia e antropologia.

Um disco raríssimo que ganhamos há muito tempo de um amigo que se foi. Trata-se de uma obra extremamente delicada, onde o maestro Abigail Moura conduz com propriedade uma orquestra afinadíssima, quer seja na percussão, quer seja nos vocais ou na orquestra de metais. A cantora Yolanda chega a emocionar em algumas passagens, pois consegue ir do lírico – sem afetação técnica – aos vocais mais profundos da atmosfera étnica. Um registro importantíssimo, que apesar de alguns erros conceituais (o narrador Paulo Roberto, na introdução refere-se ao Rwm como o atabaque mais agudo, quando é justamente o contrário), ainda carrega consigo a chama da ancestralidade e a competência de sempre da música brasileira de raiz.

Para ouvir a faixa 7, "Babalaô" clique abaixo:



4 comments:

makuma said...

Demais.. O disco esta muito bom! Ouvi falar nesse disco no site da editora arison, onde Joe Davis mostra a sua paixao por vinis raros:

http://www.arision.net/-videoAudio.php

In Conversation with Joe Davis

Muito Bom!

Yan Kaô said...

Incrível como ele foi parar nas mãos de um gringão, hein, Makuma? Recentemente alguém lançou em cd esse disco, então já era a raridade... mas, realmente o disco é muito bom, com interpretação e execução de ´músicos de primeira linha!!

Abraços e apareça sempre!!

Saravá!!

Lucas said...

Ola a todos,
gostaria de acrescentar e corrigir algumas informações colocadas sobre esse LP. Trata-se de um disco de 10 polegadas; gostaria ainda que alguem confirmasse se ele é mesmo 45rpm (o que muito me surpreenderia) bem como a data porque pelo que estudo de selos e epoca 1949 é antigo demais pra ele pelo que tenho pesquisado.
grato
abçs,
Lucas

Yan Kaô said...

Oi Lucas, obrigado pelas informações, realmente o disco não é 45 RPM, nos enganamos quando estávamos fazendo o catálogo para o acervo. Vamos corrigir. Quanto à data, a bolota não possui informação alguma. A referência nos foi passada por um maestro da Unicamp, que coletou as informações. Muito axé e nos visite sempre e nos dê o pitaco e o puxão de orelha quando quiser!Ayan Irê Ô!