Sunday, March 04, 2007

Na Gira dos Caboclos - 1974

Na Gira dos Caboclos – LP – (Alvorada – 1974) – 1-Oxossi Rei da Mata; 2-Caboclo Pena Branca; 3-Salve a Cabocla Jurema; 4-Caboclo Tupinambá; 5-Caboclo Flecheiro; 6-Na Gira dos Cabcoclos; 7-Cadê Vira-Mundo; 8-Caboclo Sete Flechas; 9-Oxossi Sete Flechas; 10-Oxossi da Mata; 11-Caboclo Venceu; 12-Seu Pena Branca; 13-Cabocla Jurema;
Este é o disco campeão dos umbandistas! Não me lembro de ninguém na banda que não tivesse este LP em sua casa, seja em fita cassete ou em bolachão. E muitos terreiros o tinham estrategicamente guardado lá atrás do peji, quando tinham o azar de não terem presentes nenhum alabê ou atabaqueiro em suas giras. Pois tal problema gerou uma das maiores distorções dentro do mundo dos terreiros: o de se colocar música de terceira geração sonora para se fazer rituais. É comum ainda hoje terreiros colocarem discos ou cds e dispensarem o canto, as curimbas e os atabaques ao vivo. Todos os pontos são de raiz, de escolas umbandistas diversas, recebidos e inspirados anonimamente em terreiros, mas que foram registrados pelos “autores”: Avarese, J.Barroso, Alberto Paz, Cezar Cruz, João Ferreira, Sidney da Conceição, J.B. de Carvalho, Rubem Brasil, Neusa Lino, Dias da Cruz, Geraldo Gomes e Armando de Carvalho; Uma capa muito bonita é atrativa principalmente para os gringos, que vêm ao Brasil comprar este disco, como um alvo preferido, para misturarem em suas mixagens de tecno, trance e jungle, o que faz os donos de sebo pedirem um preço absurdo por ele, já que nem chega a ser tão raro. O disco é muito bem gravado, com coral profissional de estúdio (evidentemente a gravadora não dá o nome dos músicos), todos os pontos tocados em Congo de Ouro e Cabula, num arranjo que revela a claríssima ponte entre o samba e a macumba. Atabaques, um agogô e um surdão fazem a parte rítmica, com percussionistas muito bons. Um disco clássico.

Para ouvir a faixa 07, "Cadê Viramundo", clique abaixo:


2 comments:

Anonymous said...

Esse nós temos. Muito bom...

Obashanan said...

Muito bom mesmo... Quem não tinha esse disco, nos anos 70???