Monday, April 19, 2010

Tam... tam... tam... 1958 (?)

Tam... tam... tam... - LP - Polydor - 1958 (?)

01.Imbarabo; 02.Imbaê Sofá; 03.Nanã Imborô; 04.Fá-eu-á; 05.Oniká; 06.Ogum olojô; 07.Maracatu de Dona Santa; 08.De Luanda ô; 09.Maracatu Elegante; 10.Nêga Zefinha; 11.Tem Brabo no samba;

Disco raríssimo, uma preciosidade praticamente perdida e desconhecida no Brasil. Também conhecida como Brasiliana, peça do escritor polonês Miécio Askanazy, de muito sucesso nos anos 30 na Europa. A orquestra é excelente, com vocais e solo de Ivan de Paula, cantor muito requisitado no período quando se tratava de executar pontes musicais entre música de terreiro, música erudita e música popular com orquestra. A gravação da época deixa um pouco a desejar, e com o estado do disco o resultado sonoro não é muito bom (apesar da recuperação que fizemos).

Com arranjos e direção de José Prates, o lado A é essencialmente baseado em música de terreiro, conforme está descrito nos rótulos do disco, são Macumbas, Candomblés e um Batuque no lado B. As outras faixas são composições regionais, Maracatus, Sambas e Lamentos. Percebe-se que a estética da época (veja a foto da capa) tenta imitar a concepção americana de "South Music", que mais tarde derivou na conhecida "Salsa", um estilo surgido da pobreza auditiva norte-americana que não sabia diferenciar rumbas de sambas, boleros de xotes, nem merengues de maracatus. Para a indústria era tudo a mesma coisa e a estética visual também pegou por lá, mas no Brasil bem menos, felizmente.




Aqui apresentamos a interessantíssima faixa 3, "Nanã Imborô", música obviamente baseada em alguma canção de terreiro, mas que mais tarde gerou a canção de Jorge Ben, "Mas que Nada", sucesso atual no batidão eletrônico da banda Black Eyed Peas. Ou não???
Para ouvi-la clique abaixo e tire suas conclusões:


7 comments:

Roger Taussig Soares said...

Maravilha!
Seu blog está cada vez melhor. Interessante, inteligente, esteticamente elegante e, principalmente, imprescindível.
Parabéns pelo resgate de tantas preciosidades musicais.
Um verdadeiro acervo para o mundo!

PS: já merece uma edição impressa que sirva de referência para os estudiosos do ramo. Uma impressão sob demanda seria possível até pela Amazon.com.

Grande abraço!

b said...

Ô caramba!
Só consegui entrar com o link do face.
Mas
Mulher!
Tu és cavadora de tesouros.

Yan Kaô (Obashanan) said...

Sim, minhas unhas estão sujas de terra e sangue, B! Mas não sou mulher não. Como podem ver por estes músculos cheios de óleo e este cavanhaque ancestral!

um que tenha said...

Como faço para obter download desse precioso disco?

Se não for possível, pelo menos o MP3 de Maracatu Elegante, Nanã Imborô e Maracatu de Dona Santa.

Anonymous said...

Como fazer para obter download?

Yan Kaô (Obashanan) said...

Preste atenção nas aparições de Exu por aqui. Um que tenha. E escreva prá gente!

um que tenha said...

O som de Nanã Imborô aqui está lastimável. Já se encontra no YouTube essa gravação com outra qualidade sonora. Este disco é encontrado na Europa a custo de muitos euros. Abraços!